segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Fotos e divagações



Funkadelic - Can You Get To That

Esqueço as coisas. Tudo. Já não se trata apenas dos nomes das pessoas ou de alguns fatos. Esqueço anos inteiros. Pessoas, objetos, rotinas, piadas. Esqueço coisas para as quais não dava a menor pelota e também as que considerava importantes. Guardo um monte de caixas arquivo nos armários. Estão organizadas por ano. Coloco as contas, os papéis de impostos, certidões, títulos, as tralhas que vamos acumulando. Lacro com fita crepe. Tenho mais de quinze caixas arquivo nesses armários. Poderia arranjar um ótimo espaço se jogasse fora algumas caixas, mas já soube de gente encrencada porque não conseguiu apresentar um comprovante certo na hora certa. Eu guardo tudo, está em algum lugar na caixa arquivo. Só perco a memória.

Tenho centenas de fotos da família no PC. Às vezes passo horas olhando esses álbuns, tentando me lembrar como foi o dia em que tiramos as fotografias. Às vezes é complicado, porque muitas fotos estavam espalhadas em CDs e DVDs, ou em outros computadores e quase nunca usamos o recurso de datar as fotos. O que acontece então é que existem fotos de 2003, como o nascimento do meu filho, que estão no computador como arquivos novos, deste ano. Tudo porque só encontrei o CD com as fotos do nascimento há pouco tempo, dentro de uma das caixas arquivo que abri por acaso. Seja como for, não me lembro da maioria dos dias das fotos.

Uma vez uma amiga resolveu colocar fotos debaixo de uma mesa de vidro. Eu estava em algumas fotos e fiquei surpreso por me ver. Mal me reconheci. Algumas ocasiões haviam simplesmente sumido da minha memória e outras mal e mal conseguiam ser resgatadas, mesmo com a ajuda da foto.

Meu problema é que basta pegar uma foto para me perder em devaneios e pensamentos disparatados. Em Blade Runner, o detetive Harrison Ford acha estranho que os clones estejam guardando fotografias. Alguém já fez uma viagem sem tirar nenhuma foto? Outro dia fui ao supermercado e percebi, pela primeira vez, uma fila enorme de máquinas para revelar fotos da Kodak. É só inserir o chip ou o celular e revelar a foto. Vinte fotos custam apenas alguns reais.

Além de esquecer as coisas, divago sobre tudo.








Nenhum comentário:

Frase do dia


Ocorreu um erro neste gadget