segunda-feira, 7 de maio de 2012

Camburão na porta



Iyeoka - Simply Falling

O camburão da PM ficou tocando a sirene na minha porta. Corri para a janela. Não era comigo, era com o vizinho da frente, que tinha deixado o portão aberto. O coitado saiu de casa se vestindo para fechar o portão. Ficou constrangido ao me ver na janela e nem respondeu ao meu aceno. O camburão da PM só saiu depois que meu vizinho fechou o seu pesado portão de ferro. Ele sempre deixa o portão aberto no horário em que os filhos e a mulher costumam chegar. São vários carros, têm a ordem certa para sair, com variações para cada dia da semana. O último a chegar é sempre o filho mais velho, que fecha o portão e passa o cadeado. Pela manhã, ele também é o primeiro a sair. Mas por causa da PM, o vizinho teve que fechar o portão antes da hora e todo o arranjo foi para o espaço. Os filhos e a mulher chegaram logo depois e ficaram irritados por encontrar o portão fechado. Todos bateram a porta ao entrar em casa. Por último, como sempre, chegou o rapaz que fecha o portão. Ele desceu do carro, abriu o portão, entrou no carro, estacionou, saiu do carro, fechou o portão e passou o cadeado. Bateu a porta ao entrar em casa. Daí a pouco saiu de novo e teve que fazer tudo ao contrário. Voltou em quinze minutos e repetiu a operação. Tinha ido buscar pão.

Não sei se é bom ter um camburão da PM com a sereia ligada na sua porta, esperando você trancar o portão da garagem. De qualquer modo, pessoas te azucrinando para que você faça uma coisa que você não quer, para mim ultrapassaram o limite da chateação. Por outro lado, é melhor ter um camburão de PM por perto do que não ter nenhum.



Nenhum comentário:

Frase do dia


Ocorreu um erro neste gadget