quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Preparativos na batcaverna



Norah Jones - What Am I To You?

Aquela pilha de madeira acabou, agora estou tratando de melhorar a área da oficina. No ano passado, uma parte do piso de tacos de pedra foi coberta com cimento. Hoje passei a manhã limpando a área para depois nivelar o piso para a pintura. Escolhi um cinza claro. Mas ameaçou chover forte, chegou a chuviscar, e não pude terminar de pintar metade do piso. Amanhã, nesta quinta-feira, devo concluir o trabalho com a ajuda do jardineiro.

Ao lado da oficina tem uma espécie de canaleta junto à cerca do vizinho. Por ali passam os canos de água que chegam da rua. Na última vez que mexi no local para plantar uma muda de lírios eu quebrei um cano e só pude resolver a encrenca no dia seguinte. Minha conta de água ficou salgada naquele mês.

A área da oficina fica numa garagem, onde os antigos moradores costumavam guardar bicicletas ou coisas que não usavam mais. Nesse ano que estou na casa, tornou-se um dos locais mais frequentado por mim. Com partes de armários e estantes de outras áreas reformadas, fui improvisando uma área para brincar de marceneiro. Como os móveis que tínhamos no velho apê "sumiram" no espaço da casa, acabei aprendendo a fazer algumas coisas. Aqui em casa construí dois criados-mudos, três carros de apoio, dois aparadores, dois bancos grandes, três armários médios, quatro metros de deck, uma arara para orquídeas e uma mesa rústica. Todos estão em uso.

Também fiz duas bancadas de trabalho com restos de ármários e madeira da obra. Montei ainda dois grandes ármários para guardar ferramentas. Esses armários ficavam na garagem do velho apê e estavam com o piso estragado. Acabei tendo que substituir os pisos dos dois armários. Aproveitei para colocar rodas em ambos. Desse modo, sozinho posso mexer e tirar tudo do lugar com facilidade.

Já que não podia terminar a pintura, comecei a montar uma base para deixar a madeira da lareira sem contato com o chão. A verdade é que estou com dó de usar um dos carros de apoio, apesar de ter construído um deles só para isso.

Foi um dia produtivo. No final da tarde, eu, minha mulher e minha filha esticamos alguns pedaços de arame para que o maracujá, o cará e o xuxu tenham onde se segurar, lá no fim do quintal.

Nenhum comentário:

Frase do dia


Ocorreu um erro neste gadget