quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Estantes e o peso dos livros



Dogo Argentino - Senses - Escuta e depois fala se não teve vontade de dançar.

Minha mulher deve ser a fã número dois do Lawrence Block, pois está lendo todos os livros que eu consegui comprar do grande escritor. Ela só não leu uma coletânea de contos policiais organizada por Block, o resto já foi. Alguém deu uma ajeitada na estante e conseguiu aproximar os livros por autores. Eu digo aproximar porque a estante não está realmente organizada por autores em ordem alfabética, quem arrumou preferiu a arrumação por tamanho e estilo de capas.

Minha estante não é muito grande, por isso colocamos os livros em fila dupla. Isso às vezes provoca algum contratempo, pois os nichos não aguentam muito peso. Menciono esse detalhe porque influi diretamente na organização dos livros, pois muitos autores só não estão com a obra completa reunida no mesmo nicho na estante por causa da capa e do peso de algumas edições.

Não é o caso do Lawrence Block. Os livros dele não pesam muito, mesmo essa coletânea que a minha mulher não quis ler pesa muito pouco. As capas é que destoam muito, não ia ficar bonito todos os livros do Block no mesmo lugar. Eu entendo isso.

Minha pequena coleção de Umberto Eco também não consegue ficar junta na estante. É que peso de livro engana. Às vezes, pelo tamanho, dá para imaginar que o livro é pesadão, você pega o livro imaginando que é um tijolo e fica surpreso de ser tão leve. Não é o caso do Umberto Eco, o cara escreve tanto ou mais que o Norman Mailer, é cada calhamaço que não acaba mais, se você ler em pé acaba malhadão. Na minha estante, os livros do Eco não ficam juntos porque metade da coleção ainda está na casa dos meus pais, até hoje não busquei os livros de lá. Tem bastante espaço aqui em casa agora, mas estou em modo de contenção de despesas "alerta 4", quem sabe não faço uma estante eu mesmo? É uma idéia.

Livro leve que parece pesado é "Os Invisíveis" do Paul Auster. Acho que o papel mais leve e a capa de papelão macio ajudam e enganar. Quem arrumou a estante deve ter tido uma surpresa ao pegar esse livro, porque ele realmente parece pesado. Mas um que não engana ninguém é Moby Dick. Na minha estante, só perde em peso para Os Miseráveis e as obras completas de Machado de Assis - que não estão completas, deve ser dito. Um dos volumes desapareceu, não encontro em lugar nenhum, não sei o que aconteceu, fico chateado quando acho que perdi um livro.

A verdade é que, mesmo sendo pequena, não consigo encontrar os livros na minha estante. A fila dupla prejudica a busca, é verdade, mas o meu maior problema é que sempre encontro outro livro que gostaria de ler antes de achar aquele que procurei inicialmente, que nem lembro mais qual era. E às vezes, eu acabo escrevendo do mesmo jeito que eu olho a minha estante.

Nenhum comentário:

Frase do dia


Ocorreu um erro neste gadget